Inscreva-se no Feed do Pensar Eco e receba os posts por email!

www.pensareco.com

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Hoje é dia dela, que tal conhecer mais Mata Atlântica?




A Mata Atlântica abrangia uma área equivalente a 1.315.460 km2 e estendia-se originalmente ao longo de 17 Estados (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Alagoas, Sergipe, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí).


Hoje, restam 8,5 % de remanescentes florestais acima de 100 hectares do que existia originalmente. Somados todos os fragmentos de floresta nativa acima de 3 hectares, temos atualmente 12,5%. 

É um Hotspot mundial, ou seja, uma das áreas mais ricas em biodiversidade e mais ameaçadas do planeta e também decretada Reserva da Biosfera pela Unesco e Patrimônio Nacional, na Constituição Federal de 1988. A composição original da Mata Atlântica é um mosaico de vegetações definidas como florestas ombrófilas densa, aberta e mista; florestas estacionais decidual e semidecidual; campos de altitude, mangues e restingas.

Vive na Mata Atlântica atualmente quase 72% da população brasileira, com base nas estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2014. São mais de 145 milhões de habitantes em 3.429 municípios, que correspondem a 61% dos existentes no Brasil. Destes, 2.481 municípios possuem a totalidade dos seus territórios no bioma e mais 948 municípios estão parcialmente inclusos, conforme dados extraídos da malha municipal do IBGE (2010).

Projeto de Lei da Mata Atlântica, que regulamenta o uso e a exploração de seus remanescentes florestais e recursos naturais, tramitou por 14 anos no Congresso Nacional e foi finalmente sancionado pelo presidente Lula em dezembro de 2006.

O Brasil já tem mais de 1.100 RPPNs reconhecidas, sendo que mais de 760 delas estão na Mata Atlântica. Das 633 espécies de animais ameaçadas de extinção no Brasil, 383 ocorrem na Mata Atlântica.


Vivem na Mata Atlântica
Mais de 20 mil espécies de plantas, sendo 8 mil endêmicas;
270 espécies conhecidas de mamíferos;
992 espécies de pássaros;
197 répteis;
372 anfíbios;
350 peixes.

Benefícios
Sete das nove bacias hidrográficas brasileiras;
Regulagem do fluxo de mananciais hídricos;
Controle do clima;
Fonte de alimentos e plantas medicinais;
Lazer, ecoturismo, geração de renda e qualidade de vida.


Pressão sobre a Mata Atlântica

Habitada por mais de 131 milhões de habitantes em 3.284 municípios, equivalente a 69% da população brasileira;
Extração de pau-brasil, ciclos econômicos de cana-de-açúcar, café e ouro;
Agricultura e agropecuária;
Exploração predatória de madeira e espécies vegetais;
Industrialização, expansão urbana desordenada;
Poluição.





Fundação SOS Mata Atlântica divulgou hoje  novos dados sobre a situação da Mata Atlântica 


A Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) divulgaram hoje 27/05, Dia Nacional da Mata Atlântica, os novos dados do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, no período de 2013 a 2014. A iniciativa tem o patrocínio de Bradesco Cartões e execução técnica da empresa de geotecnologia Arcplan.

O estudo aponta desmatamento de 18.267 hectares (ha), ou 183 Km², de remanescentes florestais nos 17 Estados da Mata Atlântica no período de 2013 a 2014, o que equivale a 18 mil campos de futebol, constituindo, porém, uma queda de 24% em relação ao período anterior (2012-2013), que registrou 23.948 ha.

Acesse os dados completos no servidor de mapas 


Acesse o relatório técnico:


Faça download de imagens das áreas monitoradas em: https://www.sosma.org.br/download/atlas/


"Educar para Crescer"dá 10 ideias da para você e seu filho agirem em prol do planeta


É muito importante incluir as crianças, especialmente porque elas costumam ter mais facilidade que os pais para fazer algo novo", diz Rafaela Aparecida da Silva, educadora ambiental


10 ideias para você e seu filho agirem em prol do planeta

Mudanças nos hábitos da família ensinam aos pequenos a importância de preservar o planeta


A palavra "sustentabilidade" está na moda, mas pouca gente entende seu significado e importância. O tema envolve questões ambientais, sociais, culturais, econômicas e muito mais. Quando tratamos da defesa da natureza estamos falando de uma parte apenas da questão. Mas ela não deixa de ser relevante - principalmente quando boa parte da população vive em cidades industrializadas, distante de grandes áreas verdes e animais silvestres.

Tenha em mente que tudo no planeta é interligado. Todos nós dependemos de ambientes naturais saudáveis para sobreviver. São eles que garantem, por exemplo, água e ar de qualidade, parte dos alimentos e dos princípios ativos de muitos medicamentos, além de matérias-primas como madeira e minérios. Mas estão sendo destruídos em ritmo acelerado por conta da população humana urbana, que cresce consumindo recursos naturais de maneira predatória - impedindo a natureza de repor seus recursos e privando a atual e as futuras gerações de terem qualidade de vida. 

Para ajudar a reverter esse quadro, são necessárias mudanças em nossos estilos de vida. Todos fazem a diferença quando o assunto é cuidar do planeta. Que tal começar em casa envolvendo seu filho?

"É muito importante incluir as crianças, especialmente porque elas costumam ter mais facilidade que os pais para fazer algo novo",
diz Rafaela Aparecida da Silva, educadora ambiental e doutoranda em Ecologia e Biodiversidade pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Rio Claro. Ela enfatiza que também é importante a criança entender o porquê de determinado hábito e escolha, para realmente incorporar o aprendizado.
Confira abaixo algumas sugestões de como você pode educar seu filho para cuidar do meio ambiente:


Para ler, clique nos itens abaixo:
1. Estimule o interesse pela natureza
2. Decida o que é relevante
3. Reflita sobre seu modo de consumir
4. Evite o desperdício
5. Separe o lixo e incentive o reúso
6. Troque, doe, conserte, alugue ou compre usado
7. Descubra de onde a comida vem
8. Ande a pé, de bicicleta ou use transporte público
9. Fique atento às sugestões do seu filho
10. Mantenha-se informado

É importante estar a par dos temas relacionados ao meio ambiente, e transmiti-los para toda a família. 

A todo o momento surgem notícias com temáticas ambientais. Com o bombardeio de informação, fica difícil saber o que é prioridade e verdadeiro. Seu filho também está sujeito a isso e virá com muitas perguntas. Ninguém é obrigado a saber tudo, mas você pode aproveitar as dúvidas - suas e dele - para propor pesquisas na internet ou uma ida à biblioteca atrás dos livros adequados.

Sugira ao seu filho livros, filmes, programas de televisão, jogos e desenhos animados que também abordem assuntos ambientais. Algumas ideias: o livro O Nabo Gigante (Aleksei Tolstói) e desenhos como O Rei Leão (1994),Pocahontas (1995) e O Lorax: Em Busca da Trufula Perdida (2012).

E, por fim, que tal engajar-se em uma causa? 
Há muitos indivíduos e instituições que realizam trabalhos sérios socioambientais e que esperam pelo apoio da sociedade. Conversar com seu filho é um primeiro passo para descobrir com qual assunto vocês poderiam se envolver fora de casa. (Manoela Meyer)

Fonte: Educar para Crescer- 22/04/15

Pensar Eco comenta:
Muito boa essa matéria!
 Vale a pena ler e seguir as dicas.
O Planeta agradece!
Érica Sena

terça-feira, 26 de maio de 2015

Conheça a Campanha Árvores Vivas pela Educação Ambiental

http://www.kickante.com.br/campanhas/inst-arvores-vivas-pela-educacao-ambiental

O Instituto Árvores Vivas atua desde 2006 com a  missão de transformar e inspirar uma cultura ambiental brasileira, que valorize o patrimônio e identidade ambiental do nosso país por meio de arte e informação.

Já são 8 anos disseminando essa metodologia e agora chega o momento de expandí- la e  multiplicar os aprendizados, as dinâmicas e as práticas para muitos outros educadores e facilitadores em todo o pais. 

Como estão fazendo isso? 
Eles montam com muito carinho e com sua colaboração, caixas-kit com os elementos principais para um educador/facilitador aplicar esses conhecimentos em suas redes. 

O kit será composto por um livro sobre nossa metodologia, um caderno de atividades, acervo de frutos e sementes de 11 espécies de árvores + ficha das espécies, ferramentas e elementos para ampliar a coleção de espécies e apoiar as atividades (saquinhos para coleta de sementes, placas para fazer prensa de folhas "exsicatas", pequena lupa).

 Tudo necessário para o educador ter um material de ótima qualidade em mãos e poder iniciar e estimular seus alunos e grupos facilitados a ter uma relação de mais respeito e admiração pela natureza.

Eles desejam produzir ao menos 100 kits e distribuir esse material em todos os estados do nosso país. Esta é a primeira caixa-kit que estão  formatando dentro de uma coleção que inspirará novos olhares e atitudes para com a natureza. 

Para viabilizar esse sonho eles criaram uma campanha para arrecadar fundos para o projeto. "Instituto Árvores Vivas: pela educação ambiental!" onde educadores e facilitadores de todo o Brasil poderão receber um kit com ferramentas que a 8 anos temos aplicado em nossas vivências e atividades.

" Quanto mais conseguimos arrecadar no início da campanha, mais as pessoas se sentirão estimuladas para atingir a meta de arrecadação que viabilizará a formatação do conteúdo, design gráfico, impressão, montagem e envio dos kits.Para conseguirmos realizar tudo isso sua colaboração é essencial."-  Árvores Vivas

 A plataforma kickante permite contribuições a partir de R$10,00 e valores mais altos podem ser parcelados em até 6x.

Acesse o link da Campanha Árvores Vivas pela Educação Ambiental e confira as recompensas que preparamos.

Vamos ajudar  divulgar em nossas redes de contato, multiplicar a campanha e colaborar com qualquer valor?
Se 1500 pessoas doarem R$20,00 este sonho será realizado!

Pensar Eco comenta!

Muito legal essa Campanha... vamos ajudar a realizar essa campanha!!
Sucesso na Campanha!
Vamos ajudar amigos leitores!!!

Fonte:Instituto Árvores Vivas